AD CORDIS APRESENTA A MÚSICA DE YAMANDU COSTA E RENATO BORGHETTI NO TEATRO GUAÍRA

música; teatroguaira; curitiba; adcordis; yamanducosta; renatoborghetti; pequenoprincipe; show; ritmosdocoração

Projeto leva músicos para em Nova Iorque em outubro; toda a renda da bilheteria dos shows será revertida para o Complexo Pequeno Príncipe

O projeto Ad Cordis: Ritmos do Coração traz para Curitiba o show dos gaúchos instrumentistas Yamandu Costa e Renato Borghetti, em apresentação única na quinta-feira, 06 de setembro, no Teatro Guaíra. Os ingressos já estão à venda pelo Disk Ingressos, com valores a partir de R$ 10 + taxa.

Amigos e parceiros de longa data, a dupla vai apresentar ao público o encontro do violão de sete cordas de Yamandu com a gaita ponto de Borghetti. No show, os músicos prometem momentos de vigor e intensidade que se alternam a toques de puro lirismo e sensibilidade. Com um programa que na sua maioria é definido em rodas de mate ou fruto de noitadas musicais, o espetáculo reúne temas clássicos, músicas gaúchas e de fronteira, costuradas com levadas de choro em releituras inéditas.

Em 20 de outubro, o projeto levará a música instrumental brasileira dos artistas convidados para a Nova Iorque. “O Ad Cordis tem entre seus objetivos chamar a atenção para a importância e a influência da música nas nossas vidas”, explica Elza Carneiro, diretora de produção do projeto, que terá toda a renda das apresentações revertida para o Complexo Pequeno Príncipe.

Ritmos do Coração

O projeto Ad Cordis (em latim, do coração) é um convite a se deixar levar pela magia e poder da música. Além da apresentação do dia 06, no feriado de 07 de setembro o Teatro Guaíra será palco de um espetáculo musicado gratuito e inédito. Com dramaturgia de Ana Rosa Tezza, o show vai explorar ritmos da música brasileira e norte-americana.

Ao longo do ano de 2018, o projeto realiza também um total de 18 apresentações de músicos locais no interior do Hospital Pequeno Príncipe e de instituições parceiras. O objetivo, além de promover a democratização da música instrumental, é mostrar que a música tem um poder universal, que toca as pessoas e é capaz de tornar o ambiente hospitalar mais acolhedor e humano.

SERVIÇO

Data: 06/09/2018, 20h – Yamandu Costa e Renato Borghetti

Data: 07/09/208, 19h – Ad Cordis :: Ritmos do Coração (espetáculo musical gratuito)

Local: Teatro Guaíra (Curitiba)

Ingressos: www.diskingressos.com.br Toda a renda da bilheteria será revertida para o Complexo Pequeno Príncipe

 

Yamandu Costa: Fenômeno no violão, suas interpretações performáticas conseguem remodelar cada música e revelam uma profunda intimidade como o instrumento. Tanto o violonista quanto o compositor não se enquadram em nenhuma corrente musical – toca choro, bossa nova, milongas, tangos, zambas e chamamés. Realiza com maestria uma mistura de estilos e cria interpretações de rara personalidade no seu violão de sete cordas.

Renato Borghetti: A música gaúcha foi sua primeira forma de expressão musical, logo acrescida de maior sofisticação e algumas pitadas de jazz e erudito. O primeiro álbum, gravado em 1984, ganhou o primeiro disco de ouro da história da música instrumental brasileira. Com um estilo único e a gaita ponto, Renato tem realizado diferentes leituras de obras da música regionalista do Rio Grande do Sul, agregando influências de outros estilos brasileiros e internacionais.

Sobre o Projeto Ad Cordis: Realizado com recursos obtidos por meio da Lei de Incentivo a Cultura, o projeto Ad Cordis tem como proponente a CGC-CSA Consultoria e Assessoria. Os patrocinadores são as empresas Sideral Linhas Aéreas, Grupo GPS, Novartis, Caminhos do Paraná, Grupo Electra, Ademilar, Agrícola Horizonte, Accord Farmacêutica, Ciapetro, Horizons, Cesbe, Nipponflex, Bebidas Nova Geração, Codepe, Tratornew, Nórdica Veículos, Frameport, Ravato, Fagundez Distribuição, Integra, Engepeças, Viposa e Boulos.

Sobre o Hospital Pequeno Príncipe: Beneficiário do projeto Ad Cordis – Música para todos, o Pequeno Príncipe é o maior hospital de alta e média complexidade exclusivamente pediátrico do Brasil. Destina 70% de sua capacidade de atendimento a crianças e adolescentes provenientes do Sistema Único de Saúde (SUS). A instituição tem 370 leitos, sendo 60 nas quatro UTIs, oito salas cirúrgicas, cerca de 2 mil colaboradores e 350 médicos. Por ano, realiza em média 305 mil atendimentos ambulatoriais, 19 mil cirurgias e mais de 22 mil internações. Com cuidado humanizado e integral, garante condições para que 15 mil familiares acompanhem pacientes atendidos via SUS durante a internação. 

Anterior CURITIBA DÁ SAMBA - EXIBIDO EM 02/09/2018
Próximo MASTER CULT - EXIBIDO EM 03/09/2018

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *