As expectativas do Pato Basquete para a próxima temporada do NBB

Basquete, NBB, Flamengo, Franca, LNB, Pato Basquete

Pato no evento de lançamento do NBB (divulgação/Pato Basquete)

Nesse sábado (12), às 12h45min, começa a temporada 2019/20 do Novo Basquete Brasil (NBB), com o jogo entre Flamengo e Minas.

Organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, a competição chega à sua 12ª edição, com 16 equipes na disputa. Entre elas, está o Pato Basquete, único paranaense a participar do campeonato.

 

O time do sudeste do estado nasceu no início de 2018. O que antes eram apenas encontros para a prática do basquete se tornou algo profissional.

“Pato Branco sempre teve tradição no basquete, mas só no Paraná. O time era amador, disputava apenas os campeonatos regionais e algumas categorias menores. Sempre joguei com meus parceiros, depois fomos montando mais turmas de bate bola até chegar ao Master”, falou Marcelo Pastorello, presidente da equipe.

 

O crescimento aconteceu principalmente após a criação da “ABAPB”, Associação de Basquete Arte de Pato Branco, que popularizou a modalidade na região.

A equipe foi profissionalizada e decidiu participar de competições de alto nível a partir de um momento de estabilidade. “Sonhamos há muito tempo em ter um projeto profissional. Com o passar do tempo e com nosso grupo chegando a um momento de vida propício, já resolvidos financeiramente e profissionalmente, vimos que era o momento de dar um retorno à sociedade e ao esporte que sempre curtimos.”, completou Pastorello ao site da LNB.

 

No começo de 2019, o Pato Basquete participou da última edição da Liga Ouro, que dava ao campeão a vaga no NBB. O time terminou em 7º. Conseguiu entrar na competição ao comprar uma vaga.

Apesar de resultados negativos durante o primeiro semestre, a torcida abraçou o projeto, muito por conta do entretenimento proporcionado pelo clube, que oferece atrações ao público durante os intervalos e uma boa estrutura para acompanhar os jogos. A equipe deve chamar ainda mais torcida com a instalação de um telão e ampliação das arquibancadas para a temporada 2019/20.

 

Dentro de quadra, o Pato terá o reforço do armador Gege Chaia, trazido do Minas, líder de assistências das duas últimas temporadas do Novo Basquete Brasil e pentacampeão da liga.

Além dele, chega o também armador Murilo (ex-Cravinhos); Ronald Ramon (ex-Flamengo); o ala Paulo Scheuer; Paulo Lourenso (ex-Basquete Cearense); Gustavo Basílio (ex-Bauru); os pivôs André Coimbra (ex-São José) e Anderson Rodrigues (ex-São Paulo).

https://www.instagram.com/p/Bzlg7MdjB-_/
Integram a comissão técnica o treinador Dedé Barbosa, ex-Limeira e Vasco da Gama, e o auxiliar Daniel Lazier, que na temporada passada treinou o Joinvile.

 

Atualmente, o Pato Basquete participa do campeonato paranaense. O time está na liderança da competição. Vem de vitória contra o Campo Mourão e enfrenta o NBPG nessa quarta (9), às 19h30min.

 

A estreia no NBB será na próxima quarta (16), às 19h30min, contra a Unifacisa (PB).

(divulgação)

Nessa edição do Novo Basquete Brasil, além de Pato e Unifacisa, temos a presença de Rio Claro, São José, Corinthians, São Paulo, Botafogo, Minas, Paulistano, Pinheiros, Flamengo, Franca, Mogi, Basquete Cearense, Bauru e Brasília.

O Flamengo é o maior campeão, com 6 conquistas. Venceu na ultima temporada a equipe de Franca na final melhor de 5. O Brasília tem 3 conquistas, enquanto Bauru e Paulistano venceram uma vez cada.

Franca e Flamengo seguem como dois dos favoritos. Destaque também para o Botafogo, quarto colocado em 2018/19. A temporada 2019/20 guarda também a estreia do São Paulo, que logo de cara enfrenta o rival Corinthians, terça (15), às 20h.

Transmite a competição a Band, em TV aberta; a ESPN, o Fox Sports e o Dazn passam pela TV paga (no caso do DAZN, por stream). Também o twitter e o facebook do NBB devem transmitir pelo menos um jogo por rodada.

Esta será a primeira vez na história que uma competição masculina de algum esporte olímpico fora o futebol tem todas as partidas televisionadas. Muito por conta da DAZN, que garantiu a transmissão de boa parte dos 240 confrontos. Os play offs também terão todos os jogos exibidos.