OUÇA:   LEIA: Escutei na semana passada, no Litercultura, a escritora italiana Igiaba Scego. Filha de imigrantes somalianos, trouxe uma fala contundente e forte sobre literatura, racismo e migrações. Temas que tanto fazem parte das nossas histórias. Por conta disso, me vieram cenas de outros tempos da minha infância e adolescência onde a coisa mais …

0 104

OUÇA:   LEIA: Ela para diante da faixa de pedestres e ergue seu bulldog inglês no colo. Aguarda os carros pararem. Do outro lado da rua coloca o bicho no chão e segue, dobra a esquina e eu não a vejo mais. Daqui do sexto andar não é difícil de ver o detalhe da raça …

0 179

OUÇA:   LEIA: Um dia amanhece quase igual. Um dia tem nuvens, em outro é só azul. E eu aqui, rasgando folhas e riscando palavras. Talvez um caos, aquela teoria que fala do efeito borboleta.  Li por aí que, se você está lendo este texto, não está mais em nenhum outro lugar. Em outros lugares …

0 151

OUÇA:   LEIA: I Vi você enfiando a mão dentro do saco de pipoca e passando o dedo no sal e depois lambendo. Você me olhava e sorria e a gente ria de coisas que não lembro. Não importa. E você amassou o pacote de papel e lançou na lixeira. E errou. Teve que ir …

0 121

OUÇA:   LEIA: O homem martela um prego lá do outro lado da rua. Eu vejo seu movimento de força e destreza. O som do martelo se descompassa da imagem. A luz é mais rápida que o som.  Chega antes. O homem martela um prego do lado de uma porta, lá do outro lado da …

0 108

OUÇA:   LEIA: Não. Não tem a leveza das crianças e nem o peso das palavras dos velhos, aquelas que avisam sem avisar. Só suas tentativas e erros errados. Não. Escapou o jeito de pegar o giz sem jeito. Aquele jeito de não fazendo e o tempo não existir. E nem do outro lado, indo …

0 112

OUÇA:   LEIA:   Felizes as pragas insanas que devoram almas. Passa. O dia passa e vai embora.   Desencontros e o dia seguinte é um alívio. Pode dar errado. Pode dar tudo errado. E daí? Canseira a gente sente de dar sempre certo.   Só lembro do dedão do pé quando tropeço. Ou quando …

0 142

OUÇA: LEIA: Não tem saída. Nenhuma. Todos os seus gestos estão errados. Seus argumentos não condizem com a realidade. Não alcança o ponto. Deixa cru. Não sabe do ponto. Queima. Toda palavra que sai de sua boca volta para si como uma revelação de um furo. E sempre está errado, falho, confuso. Ele não aprende …

0 140

OUÇA:   LEIA: Ah, se eu fosse você Se eu fosse, só se fosse Voava Voava pra longe Bem longe daqui Pra onde quisesse   Voava assim como um passarinho Leve e rápido Cantando   Sem nem olhar pra trás E se eu fosse você Pousava em lugar com gente amiga Gente que cantarola no …

0 134

OUÇA:   LEIA: Apelo Portas fechadas A rua é desabrigo O sol é minguado Nublado Qualquer vento arrepia A pele   Outras bebidas Cachaça esquenta Álcool esquenta Liberta a alma Que já é fraca Que já não aguenta   Quem pode se enrosca Travesseiro Cobertor Outro corpo Outro calor   Por dentro a sopa Esquenta …

0 109