Brasil conquista mais quatro medalhas e está isolado na vice-liderança do Mundial de Atletismo Paralímpico – boletim 15/11/2019

Atletismo, Mundial de Atletismo Paralímpico, Brasil, seleção brasileira, tênis, Rafael Nadal, Roger Federer, Novak Djokovic, ATP Finals,

Beth Gomes conquistou o ouro no lançamento de disco (divulgação)

            Quatro medalhas:

No penúltimo dia, o Brasil subiu ao pódio mais quatro vezes, de novo com direito a recorde mundial. No lançamento de disco, Beth Gomes conquistou o ouro na classe f52. A competição foi entre f51-f53 (atletas cadeirantes). Beth atingiu a marca de 16,89, recorde mundial. Curioso é que as três primeiras quebraram o recorde mundial. Iena Lebiedieva lançou a 16,26m, ficando com a prata; e Zoia Ovsii conquistou o bronze com a marca de 13,52m.

 

Depois, Cicero Valdiran garantiu o ouro com recorde mundial no lançamento de dardo. Ele já deu uma amostra no segundo lançamento, com 48,59m, a um centímetro da marca do mundo. Ultrapassou no quinto, com 49,26m. Ele desbancou o iraniano Amanolah Papi (47,80m), então detentor do recorde que ficou com a prata.

 

Na classe f35 (atletas com paralisia cerebral), Marivana Nóbrega ficou com a medalha de bronze no arremesso de peso (9,44m). Ela ficou atrás da chinesa Jun Wang, prata com 10,94m, e da ucraniana Mariia Pomazan (12,94m).

 

No salto em distância, prata para Rodrigo Parreira na classe t36 (atletas com paralisia cerebral). Parreira fez a marca de 5,58m. Evgenii Torsunov, da Rússia, foi o campeão da prova (5,73m).

 

O Brasil está isolado na vice-liderança do quadro de medalhas, com 14 ouros, 9 pratas e 14 bronzes (37 no total). A China está disparada na ponta com 23 ouros e 53 medalhas. Grã-Bretanha é 3ª com 11 ouros e 24 medalhas ao todo.

Federer venceu Novak Djokovic (Toby Melville/Reuters)

            Roger Federer:

O Suíço Roger Federer, depois de quatro anos, vence uma partida contra o sérvio Novak Djokovic. O triunfo foi nessa quinta-feira (14), pela última rodada da fase de grupos do ATP Finals, por 2 sets a 0 (6/4 e 6/3). O resultado garante Federer na semifinal e encerra a briga pela liderança do ranking ao fim de 2019, já nas mãos de Rafael Nadal, uma vez que Djoko era o único que poderia alcançá-lo.

 

Roger Federer foi campeão do ATP Finals em 6 oportunidades, tendo sido eliminado na fase de grupos apenas uma vez em 17 participações.

 

Hoje, Rafael Nadal e Stefano Tsitsipas medem forças em busca da classificação. O espanhol tem uma vitória em dois jogos, enquanto o grego ainda está invicto. Caso vença, o já #1 de 2019 precisa torcer pelo triunfo de Medvedev contra o alemão Alexander Zverev. O duelo entre Nadal e Tsitsipas será às 11h, horário de Brasília, com transmissão do SporTV 3. Ótima pedida para o feriado.