Brasil vence a Argentina pela Copa do Mundo de Vôlei – boletim 08/10/2019

Judô, Grand-slam de Judô, Vôlei, Copa do Mundo de Vôlei, Ginástica Artística, Mundial de Ginástica Artística, Brasil, seleção brasileira

Brasil vence a Argentina por 3 sets a 0 (divulgação/CBV)

Invencível:

O Brasil chegou a sua sexta vitória na Copa do Mundo masculina de vôlei, no Japão. Dessa vez, a vítima foi Argentina, que perdeu por 3 sets a 0 (25/19, 25/19 e 26/24).

 

Allan foi o maior pontuador brasileiro, com 15, sendo 12 de ataque, dois de saque e um de bloqueio. Leal fez 14. O Brasil soma 18 pontos e é líder isolado da competição. O próximo compromisso é contra os Estados Unidos, nessa quinta (10), às 06h, com transmissão do SporTV 2.

 

EUA Campeão:

Pela quinta vez seguida, as norte-americanas conquistam o Mundial por equipes de ginástica artística, que está sendo realizado em Stuttgart, Alemanha. A equipe formada por Simone Biles, Kara Eaker, Sunisa Lee, Grace McCallum e Jade Carey somou 172.330 pontos para conquistar a medalha de ouro.

(Divulgação)
 

A Rússia ficou em segundo, com 166.529, e o bronze foi para Itália, com 164.796.

 

Além do quinto título consecutivo das estadunidenses, o ouro dá mais um recorde à Simone Biles, agora maior medalhista da história dos mundiais (21), ultrapassando a russa Svletana Khorkina.

 

Ainda na ginástica:

Conforme divulgado pelo Globo Esporte, há grande possibilidade de Jade Barbosa não ir às Olimpíadas de Tóquio devido a uma grave lesão no joelho.

 

Brasil termina Grand-slam de Brasília como líder do quadro de medalhas (divulgação/CBJ)
Mais quatro:

O Brasil encerrou a etapa de Brasília do Grand-slam de judô com 17 medalhas. Nessa terça (7), foram três pratas e um ouro. Na categoria +78kg feminina, foram duas. Em final brasileira, Beatriz Souza surpreendeu e venceu Maria Suelen Altheman por waza-ari/imobilização.

 

Na categoria acima de 100kg no masculino, o francês Teddy Rinner confirmou sua soberania no judô mundial. David Moura foi vencido por ippon em poucos segundos de luta. Rafael Silva, na mesma categoria, perdeu a decisão do terceiro lugar.

 

Rafael Buzacarini ficou com a medalha de prata ao perder na final para Kentaro Iida, por ippon.

Entre as 17 medalhas conquistadas, foram 4 ouros, 4 pratas e 9 bronzes. O resultado deixou a delegação brasileira na liderança do quadro de medalhas da competição.