Como a música clássica muda a vida de centenas de crianças em situação de risco no Paraná 


Transformar vidas por meio da música é a missão da Associação Musical Alegro, uma entidade privada que tem iluminado os caminhos de centenas de crianças do Paraná com lições de música clássica e cidadania.

A organização criada em Curitiba em 2016, proporciona educação em música erudita a crianças em situação de risco em áreas da periferia de Curitiba e do litoral do estado.

Atualmente, a Associação Alegro apoia 7 núcleos de ensino que proporcionam acesso à educação musical a mais de 450 crianças em diversos níveis de vulnerabilidades sociais.

Jovens e crianças que, de outra forma, não teriam esta oportunidade de encontrar na música um suporte para os desafios do cotidiano e um caminho para o futuro profissional.

A Associação Alegro atua principalmente em três frentes: apoia os projetos Gato na Tuba (em Piraquara) e Dorcas (Almirante Tamandaré), ambos na Região Metropolitana de Curitiba e a Filarmônica Antoninense (Antonina), na região serrana.

Em 2018, como resultado de um grande esforço liderado pelo fundador e diretor da Allegro, o maestro inglês Edward Matkin, surgiu a Orquestra Jovem Alegro (OJA).

A formação da OJA permitiu integrar os jovens talentos destes diferentes nos núcleos da Região Metropolitana de Curitiba e de Antonina numa única orquestra. Durante os anos de 2018 e 2019, a OJA cumpriu importante programação em que se destacou a qualidade técnica dos concertos.

O diretor Edward Matkin acredita que o projeto possa profissionalizar estes jovens músicos e aproximá-los do mercado dando-lhes a oportunidade de estudar um instrumento.

“A excelência musical dos concertos da Alegro é fundamental para nossa estratégia de inspirar nossos jovens aprendizes e mostrar para eles que, com muita disciplina, esforço e trabalho, é possível alcançar momentos sublimes por meio da música”, disse.

 

Apoio da Rainha

O trabalho da Associação Alegro se apoia no lastro de um grupo de apoiadores e parceiros, entre os quais Marshall Marcus (diretor da European Youth Orchestra), Neil Thompson (Royal College of Music), e Stefan Asbury (Boston/Tanglewood).

Destaca-se também a parceria com a ABRSM – sigla inglesa para o Conselho das Escolas Reais de Música britânicas, maior organização de avaliação mundial de música erudita, presente em mais de 93 países e que tem como patrona a rainha da Inglaterra.

Além da força dos apoios internacionais, a Alegro construiu também uma importante rede de parcerias e apoios locais.