FEDRA EM: O FANTÁSTICO MUNDO DE HIPÓLITO

Fedra;Cênicas

 

A nova montagem da Setra Companhia,  “Fedra em: O Fantástico Mundo de Hipólito”, estreia dia 15 de março no TEUNI. A montagem também integra a Mostra 2019 do Festival de Teatro de Curitiba, nos dias 27 e 28 de março, com entrada franca,  em sessões duplas, na Casa Hoffmann.

 

Com direção de Eduardo Ramos e Michelle Moura e dramaturgia de Gustavo Marcasse,  o trabalho se monta a partir do texto “Amor de Phaedra” da dramaturga britânica Sarah Kane;  e tem, em seu elenco, artistas da dança, performance e teatro a fim de provocar uma fricção de linguagens a partir do mito grego originado por Eurípedes.

A hibridez das linguagens também é uma forma de resposta à metamorfose de todos os dramaturgos que abordaram o mito de Fedra. No texto de Sarah Kane podemos encontrar a espacialidade que Racine propõe no classicismo francês, a violência explícita do movimento teatral londrino da década de 90, gerando mais densidade trágica que os próprios mitos gregos. Sarah expõe em suas obras as vísceras humanas, o comportamento torto e falho da humanidade que, normalmente, é evitado em cena. Em 2019 pode-se  perceber que a banalização da tragédia é ainda mais escancarada. O sensacionalismo da violência é algo pertencente e absolutamente normal no nosso dia a dia.

O espetáculo apresenta a família burguesa real do mito grego de Eurípedes. A Setra Companhia, na construção da cena, sentiu a necessidade de anteceder, trazendo personagens como Ariadne e ampliando a participação do herói Teseu, quase inexistente em todos os textos abordados, para expandir e desdobrar a falência da figura masculina heróica, introjetada na cultura da sociedade ocidental.

A degeneração social está presente na família. A rejeição do amor de Fedra por Hipólito é apenas mais um elemento da indiferença e desumanização que vemos todos os dias no nosso cotidiano.

Para encontrar tal grau de intensidade, a Setra Companhia reuniu para o elenco os artistas Maikon K., para a figura de Hipólito e a bailarina Cintia Napoli, para evocar tantas e tantas Fedras já soterradas. Os bailarinos Airton Rodrigues e Malki Pinsag trazem o mito anterior, como Teseu e Ariadne. E Rubia Romani se encarrega da personagem Strofe, filha fictícia de Fedra, inventada por Sarah Kane.

 

 

SOBRE A SETRA COMPANHIA:

 

A Setra Companhia, fundada por Eduardo Ramos em 2013, é sediada em Curitiba e tem como premissa a reunião de artistas de distintas áreas, buscando outros tipos de diálogos. Tem como norte a proposição de novas pesquisas estéticas e dramatúrgicas e busca conceber obras que habitem um campo que transita entre o reconhecimento e a estranheza, de modo a promover experiências novas e de extrema singularidade para quem assiste aos espetáculos da Cia.

Sediada no Ap da 13, espaço cultural que recebe e promove integração de diversos artistas pelo país, a Setra traz em seus espetáculos profissionais de diversas linguagens artísticas para trocas, discussões e concepções de projetos.

 

 

EQUIPE DE CRIAÇÃO

 

Elenco Airton Rodrigues | Cintia Napoli | Rubia Romani | Malki Pinsag | Maikon K

Direção Eduardo Ramos

Co-direção Michelle Moura

Dramaturgia, ilustração e projeções  GustavoMarcasse

Assistência de direção Leonardo Moita

Direção musical Edith Camargo

Composição musical Paul Wegmann

Figurino Eduardo Giacomini 

Iluminação Lucas Amado

Cenografia Guenia Lemos

MaquiagemMarcelino de Miranda

FotografiaAmanda Vicentini

Operação de luzAugusto Ribeiro |Operação de som Cindy Napoli

Assessoria de Imprensa e ComunicaçãoFernando de Proença

Direção de produção Diego Marchioro | Produção executiva Cindy Napoli

Coordenação de produção Rumo Empreendimentos Culturais

Realização Cooperativa dos Profissionais de Arte e Cultura do Paraná, AP da 13, Rumo Empreendimentos Culturais e Setra Companhia

 

IncentivadoresCedip e Uninter, Lei Municipal de Incentivo à  Cultura de Curitiba

 

*Projeto realizado com do apoio do Programa de Apoio e Incentivo a Cultura – Fundação Cultural de Curitiba, e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

 

 

SERVIÇO

FEDRA EM: O FANTÁSTICO MUNDO DE HIPÓLITO

 

TEUNI – Teatro Experimental da Universidade federal do Paraná

(Rua XV de Novembro, 1299 – Centro, Curitiba – PR)

Telefone(41) 3360-5066/ 99863596

 

Temporada:

15 de marco a 24 de março e09 a 14 de abril

terça a sábado às 20h e domingo às 19h

 

Ingressos: R$20 (inteira) e R$10 (meia)

 

 

MOSTRA 2019 DO FESTIVAL DE TEATRO DE CURITIBA

27 e 28 de março às 18h e 21h

Casa Hoffmann

(R. Dr. Claudino dos Santos, 58 – São Francisco, Curitiba)

Telefone: 41 3321-3228

Ingressos gratuitos, retirada 1h no local de apresentação

 

 

ACOMPANHE O PROJETO NAS REDES:

 

https://www.facebook.com/setrateatro/

 

https://www.youtube.com/setracompanhiadeteatro