Fissura

Fissura;WagnerRengel;FaenaRossilho

Crédito: Faena Rossilho

OUÇA:

 

LEIA:

 

Letras mancando no branco

Eu, que de pouca alegria

Busco na história vazia

O que da vida é só pó

 

Silêncio que faz o tempo

Deste que resta do dia

Na sombra da noite fria

Vazia, mesmo tão só

 

Na mesa o papel esqueço

Traço de minha agonia

De longe a morte vigia

Enquanto desato o nó

 

Manchas da tinta escura

Do nada, primeiro o risco

Ferida que busca a cura

 

Depois a palavra pura

Assim, com medo eu insisto

Vou gotejando loucura.

 

ASSISTA: