Manifestação em Paris – Entrega ao embaixador brasileiro do Barômetro de Alerta sobre a situação dos Direitos Humanos no Brasil


Paris, 19 de janeiro de 2021 – Esta manhã, as 8h30min, militantes de diferentes organizações integrantes da Coalizão Solidariedade Brasil se reuniram em frente à Embaixada do Brasil em Paris. Ao fim da primeira metade da presidência de Bolsonaro, a Coalizão publica seu segundo barômetro de alerta sobre a situação dos direitos humanos e do meio ambiente no Brasil.

O documento reúne 11 temas (violência policial, mulheres, meio ambiente, povos indígenas…) e apresenta a mais completa caracterização possível da situação brasileira. As conclusões do barômetro confirmam que a violência, as violações e as desigualdades estão aumentando, visando em particular as populações historicamente mais excluídas. Este barômetro ecoa os gritos de alerta dos movimentos sociais, mas também reflete uma sociedade civil brasileira que resiste, inventa e se mobiliza nos territórios.

Munidos de cartazes “Alerta às violações dos direitos humanos” e “Solidariedade com o Brasil que resiste”, os militantes se reuniram em frente à embaixada para entregar o barômetro aos representantes do Brasil na França.

“Com este barômetro, queremos alertar a França e a comunidade internacional sobre a terrível situação no Brasil”. O Presidente Jair Bolsonaro e seu governo são uma verdadeira calamidade para o país, seus cidadãos e para o planeta. Os dados que coletamos mostram que todos os indicadores estão no vermelho. Ecologicamente, a Amazônia atingirá um ponto de não retorno em menos de 3 anos, as políticas federais destruindo-a como nunca antes. Socialmente, a violência policial também está atingindo um nível alarmante, revelando total impunidade. Neste contexto, a gestão da pandemia é caótica e Bolsonaro continua a negá-la” explica Erika Campelo, co-presidente da associação Autres Brésils, membro da Coalizão Solidariedade Brasil.

Baixe o barômetro em www.lebresilresiste.org