Mostra no Cine Água Verde marca o centenário de um dos mais inovadores cineastas franceses


Jean-Pierre Melville é precursor da Nouvelle Vague e influenciou inúmeros diretores, entre eles, Quentin Tarantino, Jim Jarmusch e John Woo

Para celebrar os cem anos de nascimento do cineasta francês Jean-Pierre Melville, em 2017, a Fundação Jean-Pierre Melville, recentemente criada pelos sobrinhos do cineasta, RémyGrumbach e Laurent Grousset,está promovendo ao redor do mundo uma mostra de obras do diretor restauradas digitalmente.

Em Curitiba, os filmes serãoexibidos entre os dias 23 e 29 de novembro no Cine Água Verde, sempre às 21h,com ingressos a R$ 5. O organizador é o produtor, diretor e roteirista WilliamBiagioli, que aposta na identificação que os filmes de Melville podem ter com o público curitibano. “A oportunidade de ver os filmes dele, em ordem cronológica e em cópias recém-restauradas, é muito importante, pois coloca Curitiba no circuito de cidades que já exibiu os filmes: Porto Alegre, Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro”, diz ele, que conta com o apoio da rede de cinemas Cineplus e do InstitutFrançais.

São sete filmes em exibição e a programação é a seguinte: 23/11 – “24 Horas na Vida de um Palhaço” (1946) e “O Silêncio do Mar” (1949), 24/11 – “Bob o Jogador” (1955), 25/11 – “Léon Morin, Padre” (1961), 26/11 – “Técnica de um Delator” (1962), 27/11 – “O Exército das Sombras” (1969), 28/11 – “O Círculo Vermelho” (1970).

Biagioli é um dos mais atuantes cineastas do Paraná. Seu trabalho como produtor de mostras cinematográficas inclui as cinco primeiras edições do “Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba” (na qual também fez a produção e a curadoria do evento “Olhar Retrospectivo: Stanley Kubrick”, realizado na terceira edição).

Além disso, ele participou da produção de filmes que se destacaram internacionalmente, entre eles, “A Fábrica” (2012), que foi finalista do Oscar e “Pátio” (2013), selecionado para o Festival de Cannes. Em 2014, com o curta-metragem “Curitiba: A Maior e Melhor Cidade do Mundo”, Biagioli ganhou os prêmios de melhor roteiro, filme do público e filme do júri oficial no 16º Festival Kinoarte de Cinema. Já, em 2015, ele lançou “Para Minha Amada Morta”, que ganhou o prêmio de melhor filme no Festival de Montreal. Seu mais recente trabalho é “O Estacionamento”, lançado em 2016, que foi eleito o melhor curta-metragem na 18ª edição do Festival do Rio e na 26ª edição do Curta Cinema.

Sobre Jean-Pierre Melville

Jean-Pierre Melville tem a sua obra associada ao Film Noir (um sub-gênero do filme policial) e continua a exercer uma forte influência sobre cineastas contemporâneos, entre eles Quentin Tarantino, John Woo, Jim Jarmusch e Masahiro Kobayashi. Uma prova desse respeito é o documentário “Sob o nome de Melville”, de Olivier Bohler, que foi produzido em sua homenagem.

Melville também foi precursor da Nouvelle Vague (movimento que procurava fugir das regras pré-estabelecidas pelo cinema comercial) e que consagrou nomes como Jean Luc Godard e François Truffaut. Comoroteirista, produtor e ator, ele trabalhou com os maiores astros e estrelas francesas, entre eles, Alain Delon, Jean-Paul Belmondo e Catherine Deneuve. “Melville tem uma produção vigorosa de alguns dos mais belos e intrigantes filmes de suspense dos anos 1950 e 1960. Ele dominava como poucos a construção do suspense e sabia criar belos momentos”, diz WilliamBiagioli.

Serviço:

O que: Retrospectiva:Jean Pierre Melville – O Cineasta Das Sombras

Quando:De 23 a 29 de novembro.

Onde: Cine Plus Água Verde (Shopping Água Verde, Av. Rep. Argentina, 1927, Água Verde).

Horário: 21h

Quanto:R$ 5.

Fichas e sinopses

 

Longas-metragens

“León Morin, Padre”

Título original – “Leon Morin, Prête” (Itália/França, 1961)

Diretor – Jean-Pierre Melville. Atores – Jean-Paul Belmondo, Emmanuelle Riva e Irène Tunc. Gênero – Drama. Legendas – Português. Formato – DCP.Duração – 128’.

Sinopse – Durante a Segunda Guerra Mundial, a viúva Barny, ateia, manda sua filha meio judia para viver em uma fazenda antes que os alemães invadissem a cidade. Quando ela descobre que o irmão de seu chefe fora mandado a um campo de concentração por ser judeu, decide batizar a filha na religião católica e, assim, se aproxima do padre Léon, por quem acaba sentindo uma grande atração.

 

“Bob o Jogador”

Título original – “Bob le Flambeur”(França, 1955)

Diretor  – Jean-Pierre Melville. Atores – Roger Duchesne, Isabelle Corey e Daniel Cauchy. Gênero – Policial (em branco e preto). Legendas – Português. Formato – DCP. Duração – 104’.

Sinopse – Bob, um velho gângster viciado em jogos de azar, está à beira da falência e decide roubar um cassino em Deauville. Tudo vai bem, até que a polícia toma conhecimento do plano.

 

“Técnicas de um Delator”

Título original – “Le Doulos” (Itália/França, 1962)

Diretor – Jean-Pierre Melville.Atores – Roger Duchesne, Isabelle Corey e Daniel Cauchy. Gênero – Drama. Legendas – Português. Formato – DCP. Duração – 108’.

Sinopse – Quando o assaltante Maurice Faugel sai da cadeia, não perde tempo: ele mata Gilbert Vanovre, um antigo amigo seu e receptor, e rouba o dinheiro de um arrombador de cofres. Logo, Maurice trama um plano ainda mais ousado: ele planeja invadir e roubar a casa de um homem milionário.

 

“O Círculo Vermelho”

Título original – “Le Cercle Rouge” (França/Itália 1970)

Diretor  – Jean-Pierre Melville. Atores – Alain Delon, Bourvil e Gian Maria Volonte.Gênero – Drama. Legendas – Sem português. Formato – DCP. Duração – 150’.

Sinopse – Corey é um charmoso ladrão que deixou a prisão no mesmo dia em que o assassino Vogel escapou da custódia do superintendente de polícia Mattei. Assim começa a parceria entre os dois bandidos, que juntos com um ex-policial planejam um roubo de joias.

 

“O Exército das Sombras”

Título original – “L’Armée des Ombres” (França/Itália, 1969)

Diretor – Jean-Pierre Melville. Atores – Lino Ventura, Simone Signoret e Paul Crauchet. Gênero – Drama. Legendas – Em espanhol. Formato – DCP. Duração – 140’.

Sinopse – Em 1942, as tropas alemãs invadem e ocupam todo o território da França. A investida nazista faz com que diversos grupos formem batalhões de resistência à invasão. No entanto, por causa da ação de um traidor, Philippe Gerbier, um dos chefes das forças de resistência, é capturado e preso.

 

“O Silêncio do Mar”

Título original – “Le Silence de la Mer” (França, 1949)

Diretor  – Jean Pierre Melville. Atores – Howard Vernon, Nicole Stephane e Jean-Marie Robain.Gênero – Drama. Legendas – Em espanhol. Formato – DCP. Duração – 88’.

Sinopse – O tenente Werner von Ebrennac, um dos líderes da ofensiva nazista que invadiu e ocupou as terras francesas durante a Segunda Guerra Mundial, recebe uma casa, em um pequeno vilarejo, na qual pode ficar o tempo que quiser até o final do período da ocupação.

 

Curtas-metragens

“24 Horas na Vida de um Palhaço”

Título original – “Vingt-quatre heures de la vie d’un clown” (França, 1946).

Diretor – Jean-Pierre Melville. Atores –Béby e Maïss. Gênero – Documentário. Legendas – Em espanhol. Formato – DCP. Duração – 22’.

Sinopse – Um dia na vida dos palhaços Beby e Maïss, que durante o dia encontram inspiração para as piadas que irão contar no circo a noite.

 

Programação por dia

23/11: 24 horas na vida de um palhaço + O silêncio do mar

24/11: Bob, o Jogador

25/11: Léon Morin, Padre

26/11:Técnica de um delator

27/11: O exército das sombras

28/11: O círculo vermelho

29/11: confirmação em breve

 

Fonte: DeInverno Comunicação ([email protected])

 

#Cultura930 #MostraMelville