Mulheres Quilombolas é tema de exposição fotográfica na Universidade Positivo


A exposição itinerante “OLHAR ANCESTRAL: MEMÓRIA E CULTURA QUILOMBOLA” de Isabelle Neri Vicentini pode ser visitada até o dia 27 de março, na Universidade Positivo – Unidade Santos Andrade. A mostra é resultado da pesquisa intitulada “A fotografia como ferramenta de sensibilização ambiental com mulheres das comunidades remanescentes quilombolas da Lapa-Paraná”, com orientação do professor Dr. Mario Sergio Michaliszyn no Programa de Pós-Graduação em Gestão Ambiental da Universidade Positivo.

A exposição pretende dar valor ao sensível, ao artesanal, ao fogão a lenha esquentando o feijão, ao labor delicado e forte produzido nas comunidades remanescentes quilombolas, que irradia a esperança de dias melhores. Segundo a fotógrafa, entrar numa comunidade tradicional é conhecer essa realidade, comum aos moradores mas, que precisa urgentemente, que sejam contadas suas histórias como forma de preservar memórias, fortalecer a cultura quilombola.

“A narrativa faz parte de histórias que busco agora, precisam ser contadas, valorizadas e relembradas, para que sejam preservadas no tempo, demarquem a história, demonstrando a resistência de um povo, cujos rostos e gestos, eternizados pelo registro fotográfico, permanecerão guardados à gerações futuras”, comentou a fotógrafa Isabelle Neri.

O orientador da pesquisa professor Dr. Mario Sergio Michaliszyn comenta que a exposição fotográfica da Isabelle é um dos produtos de sua dissertação de mestrado em Gestão Ambiental e a ela se somam, o jogo da memória quilombola e um fotolivro. “Tratam-se de ferramentas, recursos didáticos que serão utilizados em ações de educação ambiental, cuja intenção é que circulem por escolas e comunidades, sensibilizando as pessoas para a problemática ambiental e a valorização da cultura quilombola. Com seu trabalho, Isabelle integra o Grupo de Estudos sobre Populações Tradicionais do PGAMB, da Universidade Positivo”, comenta Michaliszyn.

A exposição é um convite para conhecer através da imagem no universo de mulheres das Comunidades Remanescentes Quilombolas da Lapa-Pr e compreender a realidade feminina dentro da comunidade num momento fundamental para o reconhecimento do valor da cultura quilombola.

 

Isabelle Neri é jornalista, produtora cultural e mestre em Gestão Ambiental. Recebeu menção honrosa no IV Concurso Internacional de Fotografia Mercocidades em 2004. Já ministrou workshops de fotografia na Caixa Cultural – Curitiba em 2012 e 2016. Atualmente trabalha com comunicação, produção cultural e é docente do Curso Superior de Fotografia da Universidade Positivo.

Serviço:

Artes Visuais: Exposição “OLHAR ANCESTRAL: MEMÓRIA E CULTURA QUILOMBOLA”  de Isabelle Neri
Local: Sala de Eventos – Universidade Positivo – Unidade Santos Andrade
R. XV de Novembro, 950 – Centro, Curitiba – PR
Visitação: 8 a 27 de março de 2019
Horário: segunda a sexta, das 8h às 22h
Entrada franca

Classificação etária: Livre para todos os públicos
Informações: (41) 99906-8423