N-1 lança em Curitiba livro escrito por Marielle Franco que analisa militarização do espaço público

MarielleFranco

No dia 8 de dezembro de 2018, na Casa Selvática, das 19h às 22h (Rua Nunes Machado, 950 – Rebouças) a Editora N-1 lança o livro “UPP – Redução da favela a três letras: uma análise da política de segurança pública do estado do Rio de Janeiro”. A entrada é gratuita.

A edição retoma integralmente, com pequenas adaptações, a dissertação de mestrado de Marielle Franco, defendida na Universidade Federal Fluminense. Com lançamento previsto para dezenove cidades, o lucro obtido com as vendas deste livro será inteiramente revertido para a família de Marielle.

Marielle Franco, socióloga e vereadora, foi brutalmente assassinada a tiros em março de 2018 na região central do Rio de Janeiro, em um caso ainda sem solução.  A organização do livro é de Lia de Mattos Rocha e o prefácio de Frei Betto.   Os livros estarão à venda no site da N-1(https://n-1publications.org/)e poderão ser adquiridos também no dia do lançamento.

Marielle presente!

A voz e o pensamento de Marielle não param de desafiar a brutalidade cometida contra ela e contra tantos. O livro não apenas denuncia e identifica o problema da militarização do espaço público, mas também  propõe soluções :“Unificar as polícias, desvinculá-las do Exército, caminhar para desarmar a sociedade e reforçar uma visão de segurança integrada, muito superior a questões policiais, são medidas fundamentais”, dizia Marielle.

Neste sentido, a publicação desta tese e sua difusão por todos os meios e formas é um passo fundamental  para propagar e alimentar a esperança apregoada por Marielle durante toda sua vida. “Este livro tem de ser lido, reproduzido, distribuído, debatido e repartido como pão quente capaz de alimentar a mesma esperança encarnada por sua autora, minha amiga , Marielle Franco”, declara Frei Beto, que assina a contracapa do livro.

 

(…)  “ O objetivo geral deste trabalho é demonstrar que as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPS), como política de segurança pública adotada no estado do Rio de Janeiro, reforçam o modelo de Estado penal, absolutamente integrado ao projeto neoliberal. Ainda que tenham diferenças, centradas na substituição das conhecidas incursões policiais por um modelo de controle e ocupação de território por armas oficiais, esse fato não significa, necessariamente, uma alteração profunda da política em curso. Cabe destacar que a política estatal de combate às drogas e à criminalidade violenta, nesses territórios das favelas, é caracterizada por estratégias de confronto armado contra o varejo do tráfico, em que as incursões policiais ou a sua permanência nesses locais reforçam a iminência de confrontos e o cerceamento da vida cotidiana. “(…)  Marielle Franco 

Serviço:

Lançamento“UPP – Redução da favela a trêsletras”

Data e Local:Casa Selvática, das 19h às 22h

RuaNunes Machado, 950 – Rebouças

ENTRADA FRANCA

Anterior "Vou ali e já volto": livro de Adriana Ferrareto traz as adversidades do universo feminino em crônicas
Próximo Núcleo de Dramaturgia do Sesi apresenta sua Mostra Final de 2018

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *