NO MEIO DO CAMINHO TINHA UM GORDON BANKS

BoletimEsportivo,Esportes

Gordon Banks. Foto: Reuters

O popular trecho (No meio do caminho tinha uma pedra) do clássico poema (No meio do caminho) de Carlos Drummond de Andrade é perfeito para dimensionar o que foi Gordon Banks, ex-atleta da Inglaterra campeão do mundo em 1966 e um dos maiores goleiros da história do futebol, aos 81 anos.

Gordon é conhecido por impedir um gol após um cruzamento de Jairzinho e a cabeçada na bola de Pelé, no jogo entre Brasil e Inglaterra na Copa do Mundo de 1970 (México). São inúmeros os adjetivos que podemos utilizar para narrar a plasticidade e beleza do lance que recebe o título de “a defesa do século”.

No entanto, o histórico jogador inglês não deve ser resumido somente a esse momento emblemático na história do esporte.

Ele detém a segunda posição de “maior goleiro do século 20” atrás de Lev Yashin (União Soviética) pela IFFHS (em tradução livre, Federação Internacional de História e Estatística do Futebol) e seis (6) títulos de melhor goleiro do ano pela FIFA entre 1966 e 1971.

Na carreira, vestiu camisas de clubes como Leicester, Stoke City e o Fort Lauderdale Strikes (Estados Unidos). Esse último, rivalizou com o Cosmos FC clube que Pelé defendeu após sair do Santos na década de 70. Banks encerrou a carreira em 1978.

Ao todo, defendeu a seleção inglesa em 73 partidas e entrou em campo, no total, 755 vezes por seus clubes.

Vídeo da defesa no jogo entre Brasil e Inglaterra:

https://www.youtube.com/watch?v=HNLam4RAbg8

Anterior A VOZ DA VEZ - EXIBIDO EM 12/02/2019
Próximo CULTURA REVISTA 12/02/2019 - COM MARCELO EMPINOTTI E MARSON WARPECHOWSKI - COMIDA É CULTURA

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *