O despertar do corpo

Fisioterapia; CarmemRolim;

De um modo natural, nós trabalhamos o tempo todo para encontrar o nosso equilíbrio corporal. Entretanto, são poucas as vezes que auxiliamos nosso corpo a realizar esta busca. Agimos assim devido a um simples processo, negligenciamos o nosso “próprio cuidado”. Seja por falta de tempo ou por falta de atenção, o fato é: nós não nos percebemos!

Agora mesmo pare por um minuto e perceba, você consegue visualizar a sua imagem corporal? Traçar o formato do seu corpo mentalmente? Consegue perceber sua postura, se está sentado, se está em uma posição confortável, se seus pés estão cruzados ou o quanto você está esticando o pescoço para se aproximar das palavras? Neste instante, quem realiza o trabalho para conseguir coletar todas estas informações, são os nossos receptores formados pelos músculos, ligamentos, articulações e pele.

Outras sensações distintas também estão sendo experimentadas, como a temperatura, dores, luz, e assim captadas por receptores sensoriais, que tem a importante função de informar ao nosso sistema nervoso central do que está acontecendo em nosso meio interno e externo. E por fim, atribuímos ao sistema somatossensorial a nossa capacidade e liberdade de interagir com o meio. Esta coleção de estímulos é transformada em percepção e emoção, usadas na modulação do comportamento do ser, por meio dos órgãos dos sentidos, a visão, audição, olfato, tato e paladar. A tomada de consciência destes impulsos se faz no momento em que reconhecemos e identificamos estes processos.

O fato de tentar estimular a própria percepção possibilita desempenhar de forma natural, eficiente e prazerosa as nossas ações. Claro, este é um caminho a ser conquistado gradativamente, através de inúmeras possibilidades de explorar nosso desenvolvimento físico. Ai sim, conquistamos a forma de nos encontrar em gestos, gesticulações, em capacidades de alcançar a mobilidade e flexibilidade, ao desenvolver força e resistência, nas sensações percebidas em nossos pés durante uma corrida, um salto ou caminhada, olhando pra si em um momento de meditação ou respiração. Pare outra vez, inspire e expire profundamente, quantas vezes seu corpo achar necessário.

Se você ainda não sabe por onde começar, e como vai fazer para desenvolver sua consciência corporal, tudo o que tenho para te dizer é: comece a se mexer! O movimento é a força responsável para que o nosso corpo se desenvolva. A primeira Lei de Newton diz que a tendência dos corpos, quando nenhuma força é exercida sobre eles, é permanecer em repouso ou movimento retilíneo e uniforme. Permita-se à liberdade de movimento! Mexa-se!

Carmem Rolim

Anterior MPB.COM DAIO - ENTREVISTA COM MÁRIO CONDE - EXIBIDO EM 11/06/2018
Próximo No frio, se aqueça com estilo!

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *