Projeto Cantaloop apresenta o espetáculo “Ubuntupiniquim”, até 18 de novembro

Ubuntupiniquim;Cenicas

Apresentações acontecem no Positivo Ambiental, Teatro Paiol, TUC e Centro Cultural Boqueirão, com ingressos a R$ 15

Concebido pelo músico e compositor Luiz Henrique Borges, o projeto artístico Cantaloop apresenta o espetáculo “Ubuntupiniquim”, com seis apresentações entre os dias 1º e 18 de novembro no Colégio Positivo Jardim Ambiental, Teatro Paiol, TUC (Teatro Universitário de Curitiba) e Centro Cultural Boqueirão. Os ingressos custam R$ 15 (inteira).

“O projeto convida artistas de Curitiba para promover uma experiência multidisciplinar, em um espetáculo de música e projeção visual. A composição musical dialoga com a projeção ao fundo e permite a elaboração de uma narrativa um pouco mais complexa baseada em um roteiro original. O processo de criação musical vai resultar também em uma gravação original de áudio para o trabalho de divulgação e distribuição que será disponibilizado nas mídias sociais do projeto”, explica Borges.

O espetáculo tem incentivo do Grupo Positivo através do Mecenato da Fundação Cultural de Curitiba. Como contrapartida, serão oferecidas oficinas e palestra sobre o tema abordado pelo espetáculo em escolas e/ruas da cidadania, abordando tanto a questão retórica quanto a questão estética.

Sobre o espetáculo: “Ubuntupiniquim” é uma aliteração de duas expressões: “ubuntu”, a filosofia tradicional da África subsaariana, um pensamento que tem por principal chamariz a frase “eu sou porque nós somos”, que evoca a cumplicidade entre cidadãos, clãs e nações; e “tupiniquim” – com origem tupi e significado ligado à brasilidade, ao pluralismo que permeia as relações de todos os povos e raças que constituem o Brasil.

O espetáculo tenta trazer a reflexão de uma filosofia outra que não a europeia e que faz parte do universo das origens brasileiras, pacífica e conciliadora aplicada a uma sociedade recente e que ainda mostra traços de imaturidade na relação com o diferente. Este trabalho será conduzido por um diretor-geral, responsável pela coesão artística, e por um diretor musical. A projeção será encabeçada por um VJ, um ilustrador e um produtor de vídeo.

“O roteiro se divide em quatro pequenos atos que traçam a dinâmica do empoderamento e do protagonismo dos cidadãos brasileiros com menos oportunidades, os negros e as populações tradicionais, em um projeto de reorganização social com base na filosofia africana do Ubuntu”, descreve.

Sobre o projeto: O projeto Cantaloop utiliza o recurso tecnológico de loops para executar suas canções em performances de gravação e execução ao vivo no palco. Este recurso permite que um único artista consiga criar arranjos polifônicos para canções e músicas instrumentais baseadas na repetição de trechos gravados e na gravação de novas linhas musicais ao vivo assim como o improviso musical sobre estas gravações. Deste recurso deriva também o nome do projeto que faz uma alusão ao fato destas gravações cantarem junto à performance ao vivo: CantaLoop.

SERVIÇO

 01/11, às 20h – Auditório Colégio Positivo Jardim Ambiental (Rua Itupava, 985)

08/11, às 20h – Teatro Paiol (Praça Guido Viaro, s/nº)

09/11, às 20h, e 10/11, às 19h – Teatro Universitário de Curitiba – TUC (Galeria Júlio Moreira, Travessa Nestor de Castro, s/nº)

17/11, às 20h, e 18/11, às 19h – Centro Cultural Boqueirão (Rua José Guercheski, 299)

Ingressos: R$15 (inteira)

Vendas na bilheteria do teatro com uma hora de antecedência

Ficha técnica

Realização: Luiz Henrique Borges

Direção e Arranjo Musical: Ricardo Verocai

Direção Artística: Marcos Damaceno

Desenho e operação de projeção: Manolo Fraga

Ilustração: André Coelho

Iluminador: Lucan Vieira

Produção: Mutirão Produções e Transitória Produções Artísticas

Anterior MEGACON BRASIL E LITERATIBA 2018 ACONTECEM NESTA SEXTA (02) NA PUCPR
Próximo CULTURA REVISTA 31/10/2018 - LUIZ BORGES - UBUNTUPINIQUIM

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *