Respire!

RicardoPrates;UmYogaparacadaUm

Observe sua respiração. A cada momento ela está de um jeito. As vezes agitada, as vezes calma, as vezes parece que nem há respiração.

 

Nossas emoções se vinculam profundamente à respiração e sabemos disso. Tanto que muitas vezes, quando encontramos alguém que passou por um grande susto, uma das primeiras coisas que dizemos é “calma, respira fundo, vai passar”.

 

OUÇA:

 

LEIA:

Temos até mesmo expressões que se relacionam a estados emocionais vinculados ao sistema respiratório, como “aperto no peito”, “nó na garganta”, “engolir sapo”, “borboletas no estômago”, “soltar fogo pelas ventas”… Se procurarmos na memoria, lembraremos de várias outras.

 

Mas, se nossas emoções afetam nossa respiração, seria correto pensar que o oposto também é verdadeiro? O yoga diz que sim. Ao mudarmos nossa respiração, afetamos nosso estado de humor.

 

Minha dica é: procure separar momentos do seu dia onde você possa ficar por 5 minutos parado, imóvel procurando respirar profundamente, mas sem brigar com sua respiração. Respire profundamente com calma e tranquilidade e observe como a cada dia sua respiração estará diferente e como essas pausas certamente trarão mais calma e atenção.

 

E você não precisa de um local especial para isso. Pode ser no ônibus, no banheiro, sentado no banco de uma praça, no restaurante ou refeitório após o almoço ou ainda em seu local de trabalho. Todos temos 5 minutos, sempre!

 

Muitas vezes, só o que precisamos para fazermos melhores escolhas é de 5 minutos respirando com calma.

 

Respire!