“Toda Pele”, segundo álbum da cantora e compositora Thayana Barbosa transpõe poeticamente para música, o turbulento ano de 2020


Thayana Barbosa lança novo álbum “Toda Pele”

O álbum é o segundo da carreira de Thayana, e mesmo tendo sido gestado desde 2017, foi em 2020, na pandemia, que ele efetivamente nasceu e foi gravado numa chácara estúdio, com isolamento total dos músicos e produtores, seguindo todos os protocolos de segurança.

Com letras que falam sobre os tempos atuais, Thayana traduz com poesia e delicadeza o desejo de transcender a dor e a indignação do que estamos passando: “É como se eu tocasse em todas as feridas, mas sempre procurando ou apontando uma saída, uma luz no fim do túnel”, completa Thayana.

Das 12 faixas, 4 já estão disponíveis nas plataformas digitais: “Vou Cantar”, definida pela artista como um grito poético coletivo; “Toda Pele”, que dá nome ao disco e é a música mais dançante, inspirada no suingue da música baiana contemporânea; sua versão da icônica “Carcará” de João do Vale e José Cândido, e “Salubá Nanã”, uma homenagem a Nanã, a mais velha das orixás, a avó das avós, uma ode à ancestralidade e a cultura afro-brasileira, tão presente na música e nos projetos da artista.

Ainda inéditas, duas músicas também revelam a alma do disco: a versão de Thayana para a canção “Coração Rasgado” de Carlos Careqa – que participa como cantor – na qual reflete sobre a aniquilação dos povos originários brasileiros. E “Vem Dançar Ciranda”, inspirada em três acontecimentos: O assassinato de Marielle, o rompimento das barragens de Mariana e Brumadinho e as mobilizações e passeatas de 2019, que culminaram numa primeira greve geral, “parecia ser um momento em que a nação acordaria”, fala Thayana.

Mesmo sendo um álbum solo, Thayana faz questão de frisar que a força do álbum está na potência do coletivo: “Embora eu tenha escrito as canções, foi no processo coletivo de criação dos arranjos que as músicas tomaram corpo e ganharam a forma como se apresentam no CD”. A produção musical é de Fred Teixeira, que junto com Thayana, convidou Simone Sou (Chico César, Itamar Assumpção) para compor a percussão. As músicas contam também com Glauco Solter no baixo, Luiz Otávio na guitarra, Du Gomide no violão, Valderval na bateria e Fernando Lobo na percussão. Todos os artistas participam dos coros coletivos.

 

FAIXAS DO ÁLBUM
1- É Grande o Mar (Thayana Barbosa)

2- Eu Vejo (Thayana Barbosa)

3-  Carcará (João do Vale/ João Cândido)

4 – Toda Pele (Thayana Barbosa)

5 – Na Roda que o Mundo Gira (Thayana Barbosa)

6 – Coração Rasgado (Carlos Careqa) part. Carlos Careqa

7 – Saudade Dela (Thayana Barbosa)

8 – Mar Sem Céu (Thayana Barbosa/ Sergio Justen)

9 – Salubá Nanã (Thayana Barbosa)

10 – Vem Dançar Ciranda (Thayana Barbosa)

11 – Medo da Esquina (Thayana Barbosa)

12 – Vou Cantar (Thayana Barbosa)

PRÉ-SAVE DO ÁLBUM NAS PLATAFORMAS DIGITAIS:
https://tratore.ffm.to/todapele-thayanabarbosa

MÚSICAS DO ÁLBUM JÁ LANÇADAS:
1.
Vou Cantar (Thayana Barbosa): https://youtu.be/7JCC90YkqCI
2. Carcará (João do Vale/ João Cândido): https://youtu.be/gvgz5UN_ruY
3. Toda Pele (Thayana Barbosa): https://youtu.be/2xd8bV81E64

  1. Salubá Nanã (Thayana Barbosa): https://youtu.be/oh7AvUZCjuo

    THAYANA BARBOSA
    A cantora e compositora integrou o naipe de percussão da Orquestra Clássica de Mato Grosso do Sul ainda adolescente. Ao mudar-se para Curitiba mergulhou no universo da cultura popular, integrando o grupo Mundaréu por 15 anos. Neste processo descobriu a caixa do divino, hoje seu principal instrumento, junto com a voz. Ao lado do Grupo Mundaréu, a cantora esteve no palco com nomes como Lia de Itamaracá, Mônica Salmaso, Renata Rosa e André Abujamra.

Em 2014, lançou “Mar de Dentro”, seu primeiro álbum autoral. Já em 2018, participou da produção coletiva do álbum UMA, do trio homônimo que a cantora integra, ao lado de Nani Barbosa e Janaina Fellini.

FICHA TÉCNICA
Gravado com todos os cuidados recomendados pela Organização Mundial da Saúde, em maio de 2020 num processo imersivo e de isolamento, no estúdio Chácara Asa Branca em Campina Grande do Sul-PR. Todos os arranjos foram feitos em processo criativo coletivamente.

Direção Artística : Thayana Barbosa e Fred Teixeira
Thayana Barbosa | voz e composição
Glauco Solter | baixo e coro
Luis Otávio | guitarra e coro
Du Gomide |
violão e coro
Valderval | bateria, mashine e coro
Fernando Lobo |
percussão e coro
Simone Sou |percussão e coro
Participação coro:
Hannah Pinkuss, Wagner Barbosa e Fred Teixeira
Participação piano:
Stéfanos Pinkuss
Ponvidado especial:
Carlos Careqa
Produção Executiva: Thayana Barbosa Produções Artísticas
Produção Musical:  Fred Teixeira
Direção Vocal: Wagner Barbosa
Gravação e Edições: Fred Teixeira
Mixagem: Ricardo Mosca
Masterização: Maurício Gargel
Projeto Gráfico: Adriana Alegria
Fotografia: Marcia Kohatsu
Makeup: Jade Sanches Solter
Assessoria de Imprensa: Platea Comunicação e Arte e Ofício das Letras – Luísa Bonin e Adriana Monteiro
Marketing digital: Platea Comunicação e Arte – Luísa Bonin
Distribuidora: Tratore
Apoio:
Saui, Conecta Incentivos Fiscais
Patrocinadores: Ademilar, Instituto Joanir Zonta, Fundação Cultural e Prefeitura Municipal de Curitiba
Realização:
Thayana Barbosa

 

Projeto realizado com apoio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.